Cid Vasques deixa comando da Secretaria de Estado de Segurança

noticia_346001_img1_vasques

Cid Vasques deixou a Secretaria de Estado de Segurança Pública após um ano no cargo. Ele retorna ao cargo de procurador de Justiça no Ministério Público, após longa batalha para prorrogar a licença para exercer o cargo no governo de Beto Richa.”Setores do Ministério Público, instituição a que pertenço, na qual devotei e devoto importante parcela de minha existência, entenderam por bem obstaculizar a minha manutenção na direção da segurança pública.Por entender que garantias constitucionais básicas estavam sendo agredidas, tive de bater às portas do Poder Judiciário. Obtive diversas decisões favoráveis, inclusive do Presidente do Supremo Tribunal Federal, Min. Joaquim Barbosa. As inúmeras decisões positivas, colhidas no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná e, até mesmo, no STF, representam uma demonstração inquestionável de que algo estava errado na incansável tentativa de me afastar da SESP”, escreveu ele, em nota, no site da Secretaria.

Walter Gonçalves, atual chefe de gabinete da secretaria, vai responder interinamente pela pasta.

Richa elogiou o desempenho de Vasques à frente da área de Segurança Pública do Estado, destacando a redução do índice de homicídios em todo o Estado e os avanços na consolidação das ações previstas no Programa Paraná Seguro.

Cid Vasques faz um balanço da sua administração. “Se hoje podemos comemorar as centenas de vidas que foram poupadas com a inacreditável redução dos homicídios em 18%, muito disso se deve ao reconhecimento do trabalho e da importância da polícia civil, militar, científica e dos bombeiros militares, que não pode e não deve ser comandada por nenhuma instituição que não o Estado do Paraná”, disse ele.

“Retorno ao Ministério Público, instituição na qual construí a minha carreira, para perseguir o interesse público num outro local e numa atividade diferente. Entreguei ao Governador e ao Estado do Paraná exatamente aquilo que outrora havia prometido. A minha luta sempre foi por convicções. O preço que se paga, por vezes, é alto. Mas a falta de coragem seria um preço alto demais. Esse preço, em hipótese alguma, estou disposto a pagar”, encerra a nota.

O governo ainda não informou quem será o novo secretário de Segurança.

Crédito: Bem Paraná

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s