Atlético consegue a virada no final do jogo e vence o Maringá

Os garotos do Atlético-PR mostraram personalidade de gente grande na noite desta quinta-feira e venceram o Maringá por 2 a 1, de virada, no Ecoestádio Janguito Malucelli. O atacante Cristiano colocou o time visitante em vantagem no primeiro tempo. O meia-atacante Nathan deixou tudo igual na etapa final. Quando o empate parecia certo, o meia Harrison chutou forte e garantiu a vitória, já nos acréscimos.

O resultado coloca o Furacão na terceira posição, com 15 pontos, e garante a classificação para as quartas de final do Campeonato Paranaense. Isso porque Prudentópolis e Cianorte jogam entre si na última rodada, e só um deles poderia ultrapassar o Rubro-Negro. O Maringá permanece com a vice-liderança do Campeonato Paranaense, com 16 pontos, dois atrás do Coritiba, e também com a classificação garantida.

Paranaguá, no Gigante do Itiberê. Todos os jogos da 11ª rodada do Campeonato Paranaense estão marcados para 16h (horário de Brasília) de domingo.

Natan Atlético-PR x Maringá (Foto: Joka Madruga / Futura Press)Nathan fez o primeiro gol do Atlético-PR, que abriu a virada do time contra o Maringá (Foto: Joka Madruga / Futura Press)

Times bobeiam, mas só Maringá aproveita

Os times buscaram o gol desde o começo e fizeram um primeiro tempo quente. O Furacão apostava na velocidade de Hernani, Marcos Guilherme e Nathan e no faro de gol de Crislan, mas não soube aproveitar chance clara. O goleiro Edvaldo largou a bola após chute rasteiro, mas Crislan abandonou a jogada. Quando percebeu que a bola estava viva na pequena área, era tarde.

O Maringá depositava as fichas na dupla de ataque, formada por Gabriel Barcos e Cristiano. Eles deram trabalho para a defesa rubro-negra e colocaram o time visitante em vantagem. Barcos aproveitou bobeira do zagueiro Ricardo Silva e tocou para o companheiro marcar aos 13 minutos. O Atlético-PR sentiu o baque e se perdeu em campo, enquanto o Maringá passou a dominar o primeiro tempo.

Virada a partir dos 32 minutos do segundo tempo

Atlético-PR e Maringá voltaram sem mudanças para o segundo tempo, inclusive na estratégia. O primeiro seguia rondando a área adversária, mas não encontrava espaços. Com isso, passou a apostar nas jogadas pelas laterais, principalmente com Sidcley, e nas bolas paradas. Em uma delas, Marcos Guilherme mandou para a área, e Hernani desviou de cabeça e quase empatou. O Maringá tinha uma postura defensiva, apostando nos contra-ataques. Mas, isolados, Gabriel Barcos e Cristiano caíram de produção no segundo tempo.

Os técnicos, então, começaram a mexer. Petkovic trocou Hernani e Juninho, respectivamente, por Harrison e Guilherme. Claudemir Sturion substituiu a dupla Cristiano e Gabriel Barcos por Gilvan e Fábio Martins. O Atlético-PR partiu para a pressão. Crislan parou em Edvaldo, e, depois, Harrison assustou em cobrança de falta. Aos 32 minutos, o time da casa finalmente conseguiu furar o bloqueio. Harrison tocou por cima, e Nathan bateu na saída do goleiro para fazer 1 a 1. A torcida passou a cantar mais alto, e o Furacão não desistiu. Lutou e foi recompensado. Harrison aproveitou rebote e soltou a bomba: 2 a 1 e festa no Ecoestádio.

Crédito: Globo Esporte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s