Furacão salva o Brasil

20140314-013231

O Furacão foi à Lima, onde quase nunca chove, e só não destelhou as casas da capital peruana porque quase todas as casas limenhas não têm telhado, porque lá quase nunca chove.

Mas Duarte, contra, aos 22 minutos do segundo tempo, fez o gol que deu a única vitória brasileira em seis jogos nesta semana de Libertadores e praticamente eliminou o Universitário, campeão peruano, sem nenhum ponto em três jogos.

O rubro-negro teve absoluto domínio do jogo e poderia até ter vencido por diferença maior.

A última chance brasileira de vitória chegou tarde, já na madrugada paranaense, aos 54 minutos desta sexta-feira, mas antes tarde do que nunca.

O Atlético Paranaense chegou aos mesmos seis pontos dos dois times que estão na sua frente pelo saldo de gols, o Strongest boliviano e o Vélez Sarsfield argentino.

O artilheiro Éderson comemorou duplamente o gol, pela vitória do Furacão e pelos seus 25 anos de idade completados ontem, além de ter sido o responsável pelo auto-gol do zagueiro peruano.

Comentário para o Jornal da CBN desta sexta-feira, 14 de março de 2014, que você ouve aqui.

Crédito: Blog do Juca

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s