PETRAGLIA É O CARA!!!

TUDO começou com o afastamento de jornalistas atleticanos, fanáticos, da vida direta do clube.

Hoje, até os veículos de imprensa estão “escanteando” os apaixonados. Estava na hora. A mídia impressa e o rádio melhoraram sua qualidade de informação. A tevê também vai ter  que fazer alterações, proximamente.

Muitos perguntam por onde anda o Mafuz (“Só na Tribuna e olhe lá…”) e o Carneiro (“Tem que ler muito pra não ficar apenas com a bola…”). Foram as primeiras vítimas do poder de Mário Celso  Petraglia à frente do Furacão.

Começou tudo assim.

Atualmente, o “apagado” Capitão Hidalgo – homem forte do futebol dos coxas – presta  serviços ao Doutor Mário.

Outros comunicadores do futebol, de expressão menor, respeitam e idolatram o prestígio e a força do Doutor Mário.

Muita gente ligada ao grande rival, depende da bondade e da atenção dele. Até cirurgias do coração ele vem pagando… É o outro lado que a maioria desconhece do presidente atleticano.

Doutor Mário, a esta altura quando ergue o maior estádio de futebol do Paraná,  seu interesse é calar e esperar. Se tudo der certo – “E vai dar!” – ele quer participar do êxito. Com humildade. (O que é difícil…)

Doutor Mário, aos 70 anos, tem sofrido humilhações. Com todo seu orgulho. A “famiglia” Petraglia também é atingida.

Não importa a Petraglia.

Tudo por amor ao seu Clube Atlético Paranaense.

É impressionante! Ele não precisa passar pelo que está passando…

Na polêmica com Paulo Baier, Doutor Mário deixou a pergunta no ar:

“O que o Baier ganhou pelo Atlético?…”

Você vê no vídeo, doutor Mário determina que o seu torcedor cale a boca e o desafia para uma briga…

E no jogo com o Maringá ?

Petraglia dança o “Lepo Lepo”. Está feliz da vida!

Nas últimas horas, Doutor Mário recebeu, na Arena, um jornalista da rádio ARD, a versão alemã da BBC.

Todo imponente, com voz forte de gaúcho e um pouco de  mistura de carioca, começou a entrevista chamando a imprensa de mentirosa e terminou tocando o estrangeiro da sua sala.

“A entrevista acabou. Pode ir embora!”

Leonardo Mendes Jr., grata revelação da nova imprensa curitibana, vem afirmando, com independência, que “um dos erros da era Petraglia é o sufocamento de novas lideranças. Procurar nas fileiras do Furacão uma força política consolidada, que possa trazer ideias novas ao clube, é procurar água no deserto…”


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s