Santos decepciona e é derrotado pelo Ituano na primeira partida da final

Na primeira partida da final do Campeonato Paulista, o Ituano surpreendeu, jogou melhor e venceu o Santos por 1 a 0, com gol de Cristian, no primeiro tempo. O Santos, irreconhecível dentro de campo, parou nos próprios erros e também na defesa da equipe de Itu.

No domingo que vem, o Ituano jogará por um empate para se sagrar campeão. O Santos, por sua vez, precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para ser campeão. Vitória do Peixe por um gol de diferença e a decisão do Paulistão será disputada pelas cobranças de pênaltis.

> O que o Santos precisa fazer para reverter o resultado? Vote

O Pacaembu lotado de branco ficou em silêncio, enquanto que a torcida do Ituano gritou e comemorou muito a vitória do time, dando um passe gigantesco em busca do título inédito.

N/A

Camisa 10 do Ituano, Cristian marcou o único gol no primeiro tempo da partida, no Pacaembu

Primeiro tempo

Se o Ituano era a grande zebra da final, pelo menos dentro de campo não demonstrou ser. Os papéis se inverteram. Até porque quem tinha a bola no pé nos primeiros cinco minutos de partida era a equipe de Itu. Prova disso foi o goleiro do Peixe, Aranha, ser obrigado a trabalhar logo cedo, aos três minutos, após finalização do lateral-direito do Ituano, Dick, da entrada da grande área.

Para não querer ser supreendido como aconteceu diante do Penapolense na semifinal, o Santos tratou de colocar o seu poderio ofensivo em prática. Em um período de pouco mais de dez minutos, o Peixe pressionou. Duas chances foram criadas, as duas com Thiago Ribeiro, todas de fora da área. Na primeira, o camisa 11 santista chutou mal, longe do gol. Na segunda oportunidade, aos 19 minutos, ele passou por dois marcadores e de perna esquerda chutou forte. A bola passou por cima do gol, mas dessa vez com perigo.

Porém, mesmo com o bom momento do Santos no jogo, o Ituano não ficou apenas na defensiva. Chegou ao ataque e foi eficiente. Em jogada organizada no lado direito do ataque, Cristian tabelou com Esquerdinha, que devolveu para Cristian de chaleira, já dentro da área. O meia do Ituano esperou a bola quicar e de primeira acertou um lindo chute, no canto direito de Aranha, sem chances de defesa para o goleiro do Peixe. Pacaembu ficou em silêncio.

A partir daí a insistência do Santos na busca pelo empate começou. Cícero, em duas oportunidades de cobrança de falta, parou no goleiro Vágner. Até que em uma dessas cobranças, resultou em um pênalti apontado pelo árbitro Rodrigo Guarizo do Amaral. Depois de bate-rebate dentro da área, o juiz marcou pênalti de Josa, por ter colocado a mão na bola. O capitão e artilheiro do Santos no Paulista, Cícero, foi para a cobrança e isolou. Jogando a bola nas arquibancadas do portão principal do Pacaembu.

Até o final da primeira etapa, as duas equipes trocaram finalizações de fora da área, todas elas sem perigo. O surpreendente Ituano saía na frente nos primeiros 45 dos 180 minutos da grande decisão do Campeonato Paulista.

N/A

Cícero, do Santos, desperdiçou cobrança de penâlti para empatar jogo no primeiro tempo da partida

 

Segundo tempo

Sem mudanças nos dois times, a torcida do Ituano ficou com o coração na boca logo no início da etapa final. Em cruzamento para a área, o goleirão Vágner soltou a bola na marca do pênalti, mas depois se recuperou no lance para agarrar a bola.

Oswaldo não gostava da postura do time e não demorou muito para mexer no time. Aos 13 minutos, entrou Rildo no lugar de Gabriel. Mesmo assim, foi o Ituano que quase ampliou. O atacante Rafael Silva foi lançando em profundidade, em posição legal. O camisa 9 do Ituano ficou cara a cara com a Aranha, mas chutou mal, em cima do goleiro santista, perdendo chance incrível.

O Santos corria em busca do empate, mas mesmo assim o goleiro Vágner não havia feito nenhuma defesa importante.Isso durou até os 21 minutos, quando que em cruzamento de Emerson, Leandro Damião subiu sozinho e testou forte para o gol. Vágner, muito bem posicionado, fez ótima defesa, espalmando para escanteio.

Oswaldo apostou todas suas fichas com as entradas de Alan Santos e Stéfano Yuri, mas o time nervoso, errando muito e com pouca, ou quase nenhuma criatividade. Para piorar, a defesa batia cabeça, entregando a bola de graça para o time de Itu. Os minutos finais, já na base do desespero com muitas bolas alçadas à área, nenhuma delas obteve sucesso.

Festa da torcida do Ituano em pleno Pacaembu. Domingo que vem, o time do Interior joga por um empate para se sagrar campeão. Já o Santos, se vencer por qualquer placar com um gol de diferença teremos cobrança por pênaltis. Vitória por dois gols ou mais do Alvinegro, mais um Paulistão na história do Santos. De 90 dos 180 minutos jogados e o Ituano está na frente; 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

ITUANO 1 X 0 SANTOS

Local: Estádio do Pacaebu, em São Paulo (SP)

Árbitro: Rodrigo Guarizo do Amaral

Público e renda: 29.203 torcedores / R$ 1.459.355,00.

Cartões amarelos: Dick e Jackson Caucaia (ITU); Neto (SAN)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Cristian (1’T/20min)

ITUANO: Vágner; Dick, Alemão, Anderson Salles e Denner; Josa, Paulinho (Marcelinho), Jackson Caucaia e Cristian (Claúdio); Rafael Silva (Gercimar) e Esquerdinha. Técnico: Doriva.

SANTOS: Aranha; Bruno Peres, Neto, David Braz e Emerson Palmieri; Arouca e Cícero; Gabriel (Rildo), Geuvânio (Stéfa, Thiago Ribeiro (Alan Santos) e Leandro Damião. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Crédito: A Tribuna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s