Governo defende correção menor do FGTS na Justiça

A AGU (Advocacia-Geral da União), que representa o governo na Justiça, entrou na “briga” para tentar evitar que o STJ (Superior Tribunal de Justiça) altere a correção do FGTS dos trabalhadores.

Segundo a assessoria de imprensa da AGU, o órgão pediu para fazer parte da ação como assistente da Caixa Econômica Federal.

A explicação é que uma mudança na correção do fundo poderá “refletir nas políticas públicas voltadas a habitação, saneamento básico e infraestrutura”.

O governo usa parte da grana do FGTS para investir em projetos nessas áreas.

Os trabalhadores pedem para a Justiça aumentar a correção do saldo que o patrão deposita, mas fica “preso” na conta. Hoje, o saldo do FGTS é corrigido pela TR (Taxa Referencial) mais 3% ao ano.

Porém, a TR tem perdido para a inflação desde 1999. Com isso, a grana que fica parada no fundo vai, aos poucos, perdendo seu valor.

Crédito: Agora

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s