LELA

REINALDO FELISBINO DEU

MUITAS ALEGRIAS AOS

TORCEDORES DO CORITIBA

 Alecsandro-Coritiba-Foto-Reproducao-Internet_LANIMA20110504_0013_30

Zé Domingos

Na quinta feira (17) no programa apresentado pela Rádio Barigui – AM – 1560 – Internet – www.radiobarigui.com – centraldetv.com.br – www.josedomingos.com.br entre sete e nove horas fiz uma pergunta aos ouvintes – “Quem é Reinaldo Filisbino” e a principio houve demora de respostas e os poucos que telefonaram erraram. Dei algumas dicas para facilitar e daí o telefone não parou de tocar e o acerto foi total. Reinaldo Filisbino é conhecido desde menino por Lela. Jogador de futebol com passagens brilhantes por várias equipes inclusive seleção brasileira com destaque especial quando passou pelo Coritiba onde criou as famosas caretas quando assinalava gols ficando como sua marca registrada.

            Reinaldo Filisbino o Lela nasceu em Bauru – São Paulo em 17 de abril de 1.962 e foi lá mesmo em sua cidade que começou jogando com quinze anos de idade. Aos dezesseis estava no Noroeste o principal clube da cidade jogando ao lado de Jairzinho mais tarde campeão mundial chamado de “furacão da copa”, João Marcos, Mococa e outros craques. No futebol os apelidos são constantes e Lela não escapou. Alguém observando as suas pernas muito curtas foi logo o chamando de MENTIRA. O apelido pegou rápido e muitos de seus companheiros ainda o chamam assim.

Forte, veloz, bom driblador, chute forte, infernizava as defesas adversárias. O seu potencial foi observado e com 19 anos chegava a seleção brasileira de novos que disputaria o torneio de Toulon na França. Lela ganhou a titularidade do time que tinha como goleiro Marola que também passou pelo futebol paranaense atuando pelo Colorado no chamado sele-boca e no Clube Atlético Paranaense onde foi campeão em 1.985 jogando ao lado de Soter, Nenê, Sérgio Moura, Deti, Dicão, Nivaldo, Amauri, Júlio César, Cristovão este que agora é técnico do Fluminense, Camargo, Serginho, Agnaldo, Renato Sá, Jeferson, Joceli (goleiro), Jorge Luiz, Marcão, Paulo e Beto.

A seleção do Brasil brilhou em Toulon – França e Lela um dos destaques.

            Lela foi contratado pelo Fluminense onde não teve melhores oportunidades e transferido para o Coritiba estourou no cenário nacional. Tornou-se ídolo da torcida coxa branca e passou certamente no clube paranaense os seus melhores momentos como jogador. Foi campeão brasileiro de 1.985 na famosa decisão por pênaltis frente ao Bangu no Rio de Janeiro. A decisão foi em apenas uma partida segundo acordo feito entre os clubes. Houve empate em um a um durante o tempo regulamentar com Índio em cobrança de falta marcando o gol do Coritiba. Na prorrogação de trinta minutos novo empate zero a zero e daí a decisão por pênaltis. Pelo Coritiba cobranças perfeitas de Indio, Lela, Vavá, Heraldo e Edson e os banguenses também acertaram. À partir daí quem errasse perdia. Gomes o zagueiro bateu firme e forte para a rede e Ado o bom ponteiro esquerdo do Bangu chutou forte e muito alto jogando a bola para fora, Coritiba campeão brasileiro e Lela um dos grandes nomes da campanha era campeão brasileiro sob o comando do presidente Evangelino Costa Neves, diretor de futebol Estevan Damiani Neto, supervisor Hélio Alves, técnico Enio Andrade e jogadores Rafael, Jairo (goleiros), André, Gomes, Vavá, Heraldo, Dida, Almir, Marco Aurélio, Marildo, Toby, Paulinho, Lela, Índio, Edson, Elizeu e outros. Com este título Lela marcou seu nome na história do Coritiba e até hoje é lembrando com reverencias pelos torcedores. Foi da Taça Akwaba na Costa do Marfim.

Em sua carreira Lela passou por vários clubes Internacional de Limeira, Santo André, Fluminense, América de Natal, Sampaio Corrêa, Central de Caruaru, Cal Bariri, Palmares de Rondônia, jogou também na Itália e Bélgica. Atualmente reside em Bauru onde dirige escolinhas de futebol. Também foi técnico e atuou pelo Coritiba de 1.983 a 1.988 fazendo 56 gols. Tem dois filhos jogadores Richarlisson e Alessandro. Um pouco de Lela que foi ídolo da torcida coxa branca.

José Domingos Borges Teixeira

(Zé Domingos)

Rádio Barigui – AM – 1560 – Internet – www.radiobarigui.com – centraldetv.com.br – www.josedomingos.com.br – clicar Rádio Barigui de segunda a sexta feira das sete as nove horas Comando da Manhã – No Mundo da Bola, telefones – (41) 3352-8686 – (41) 9972-0129 – e-mail – contato.josedomingos@hotmail.com

Anúncios