A FAMOSA MESA DO PASQUALE

A FAMOSA MESA

DO PASQUALE NO

PASSEIO PÚBLICO

Zé Domingos

         Com a passagem de mais um aniversário do mais antigo dos nossos parques o Passeio Público uma matéria em que o mesmo.

         Durante os anos em que foi prefeito de Curitiba e governador do Estado Jaime Lerner aos sábados se reunia com amigos para aquele aperitivo seguido de uma deliciosa feijoada no Restaurante Lá no Pasquale, do saudoso João Pasquale, no Passeio Público. As reuniões acompanhadas por boas caipirinhas, cervejas e outras bebidas eram animadas por conversas variadas e bem humoradas. Era proibido falar em trabalho especialmente na área de arquitetura.

No livro “PARANÁ POLITICO DE CABO A RABO”, de autoria de Pedro Washington uma abordagem em torno das movimentadas reuniões dos sábados naquela mesa especial do Pasquale.

Aos sábados mesmo quando prefeito, ou talvez, principalmente quando prefeito Jaime Lerner e sua turma se reuniam no Pasquale um tradicional ponto de encontros, instalado dentro do Passeio Público, centro de Curitiba, hoje substituído por outro estabelecimento.

Ali, entre uma caipirinha e outra antecipando uma suculenta feijoada rolavam gostosos papos. Não se podia falar em trabalho, especialmente urbanismo. Era um momento de total descontração.

Alguns tinham cadeira cativa, Jaime, Nireu Teixeira, inteligente e bem humorado jornalista, dono de um texto refinado (falecido), Sérgio Mercer, também já falecido, publicitário extremamente criativo, autor de logo marcas insuperáveis que marcaram as administrações de Jaime Lerner (a folhinha verde que identifica a “Cidade de Curitiba” é criação dele, Aramis Milarch, falecido há vários anos, critico de música e cinema, figura indispensável nos meios literários da capital paranaense e o sócio e amigo Cássio Taniguchi, o bancário Caio Soares, excelente contador de “causos”, também marcava presença.

Outros que apareciam com freqüência naquela roda, o arquiteto Abraão Assad, outro arquiteto Rafael Dely (falecido), jornalista Luiz Júlio Zaruck, especialista em turismo e claro a figura impagável de Dário Lopes dos Santos, que fazia blague até com a doença insidiosa que finalmente o venceu.

Reuniões antológicas que evitavam que o sucesso, subisse a cabeça dos melhor sucedidos, ajudando a manter a simplicidade. Simplicidade que era cobrada de todos, por uma figura muito importante da equipe  A Dra. Franchetti. Essa mulher extraordinária tinha o respeito de todos.

Em testemunho de Jaime Lerner “ela era a nossa consciência”. Ela me deu essa posição de sentir o que é ou não correto. Firme, inflexível na defesa dos projetos, das idéias que a equipe imprimia nos trabalhos municipais.

Não é a toa que ela está ai, iluminando a cidade, ali no Jardim Botânico. Foi uma coincidência feliz, o dia que eu discutia a forma de homenagear a Franchetti. Foi a Fani que me disse  “olha é no Jardim Botânico”.

Nós queríamos fazer uma estufa e a luminária da cidade. Foi uma coisa que casou com o que ela representou para Curitiba. No segundo mandato de Jaime Lerner, como prefeito, um lapeano jornalista, representante do Jornal do Brasil, entrou no grupo inclusive nas reuniões dos sábados e não mais saiu Jaime Lechinski.

José Domingos Borges Teixeira

(Zé Domingos)

Rádio Barigui – AM – 1560 – internet – www.rádiobarigui.com – centraldetv.com.br – www.josedomingos.com.br – clicar Rádio Barigui, de segunda a sexta feira das sete as nove horas Comando da Manhã –No Mundo da Bola, telefones – (41) 3352-8686 – (41) 9972-0129 –

E-mail – contato.josedomingos@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s