Em campo encharcado, Paraná empata com o Santa Cruz

tn_620_600_05.02_-_parana_santa

Paraná empatou por 1 a 1 com o Santa Cruz, no Estádio do Arruda, em Recife, em jogo da terceira rodada da Série B do Brasileiro. A chuva forte que caiu antes e durante a partida na noite desta sexta-feira (2) prejudicou a condição do gramado e a bola parava nas poças d’água a todo momento.

Os dois gols da partida saíram no primeiro tempo. Luciano Sorriso marcou para o time da casa aos 25 minutos, após escorar cruzamento de Renatinho. O jovem Marcos Serrato, de 19 anos, empatou três minutos depois em bela jogada individual em que passou por dois defensores antes de completar para o gol.

FICHA TÉCNICA: Veja como foi Santa Cruz 1×1 Paraná

O Paraná chegou aos 4 pontos na Segundona e ocupa, provisoriamente, a quinta colocação. A rodada, no entanto, ainda será completada neste sábado com outros sete jogos.

No próximo sábado, às 21h, o Tricolor enfrenta o Ceará em Fortaleza. Antes, o time viaja até Campinas, na terça feira, para enfrentar a Ponte Preta na Copa do Brasil. A equipe da Vila Capanema precisa vencer ou empatar com dois ou mais gols para avançar à terceira fase da competição.

O jogo

Mesmo com as condições desfavoráveis do campo, o Santa Cruz partiu para cima desde o início. Flávio Caça-Rato, Léo Gamalho e Luciano Sorriso arriscaram chutes de fora da área nos 15 primeiros minutos, mas as tentativas terminaram em boas intervenções do goleiro Marcos.

Quando a pressão parecia ter esfriado, saiu o gol da Cobra-Coral. Em uma desatenção de Carlinhos Miranda e Anderson Rosa, a bola ficou parada em uma poça d’água e sobrou para o lateral Renatinho, que cruzou para Sorriso. Sozinho, ele escorou para o gol, aos 25 minutos.

O gol acordou o Paraná, que passou a tentar jogadas mais agudas e conseguiu o empate logo aos 28 minutos. Marcos Serrato, garoto revelado na base e que ganhou uma chance como titular, avançou pela direita, colocou a bola entre as pernas do defensor e chutou forte, sem chance de defesa para Thiago Cardoso: 1 a 1.

Após o gol, o Tricolor passou a ameaçar mais, principalmente com Keno, Serrato e Giancarlo. Caça-Rato seguiu levando perigo à defesa paranista, mas a chuva apertou, as condições do gramado ficaram ainda piores e o primeiro tempo terminou empatado.

Depois do intervalo, a chuva já não tinha a mesma intensidade. Mesmo assim, a drenagem do campo no Estádio do Arruda não dava conta de toda a água que caiu. O Santa voltou disposto a se arriscar mais e buscar o gol da vitória. Mas o Paraná não deu espaço para os nordestinos criarem.

Claudinei Oliveira promoveu as entradas de Rodrigo Celeste, Gabriel Barcos, que estreou com a camisa paranista, e Carlinhos, buscando dar mais velocidade ao time, mas o panorama da partida não se alterava por conta do gramado.

A partida se arrastou até o final com uma pressão do time pernambucano, mas o resultado não se alterou. O Paraná se defendeu e volta do Recife com um ponto garantido.

Crédito: Gazeta do Povo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s