CAIU MAIS UM TÉCNICO DO PETRAGLIA

tn_620_600_05.19_-_portugal

O técnico Miguel Ángel Portugal deixou o comando do Atlético nesta segunda-feira (19). Bastante pressionado pela torcida, o treinador anunciou através do microblog Twitter a saída, posteriormente confirmada pelo site rubro-negro.

“Há um dia em que o treinador sente que tem de deixar o clube e eu senti isso ontem [domingo]. Deixo o Atlético Paranaense. Foi um prazer trabalhar aqui”, postou o espanhol, que ficou pouco mais de quatro meses no cargo.

No site oficial do técnico também foi publicado um comunicado sobre o desligamento. Na nota, Portugal mostra descontentamento com a diretoria rubro-negra.

“Além de circunstâncias pessoais, também motivaram [o pedido de demissão] a falta de melhores condições de trabalho e ausência de reforços, que haviam sido prometidos depois de o clube ter perdido 12 jogadores ao fim da temporada passada”, afirmou.

Quatro meses de inconstância

Miguel Ángel Portugal chegou ao Atlético no dia 8 de janeiro encorpando a lista de treinadores estrangeiros à frente da equipe, uma preferência recorrente da direção atleticana e que ganhou força este ano com a presença do Furacão na Libertadores.

Sob o comando de Portugal, o clube disputou 13 partidas oficiais, com 43,58% de aproveitamento – foram 4 vitórias e 4 derrotas na Libertadores e a eliminação precoce ainda na fase de grupos do torneio continental, além de 1 vitória, 2 empates e 2 derrotas no Brasileiro, que aproxima o time da zona do rebaixamento.

A situação do treinador estava cada vez mais instável. No domingo, o coro de “Fora, Portugal” foi a trilha sonora de quase toda a partida no Estádio Willie Davids. Ao final do confronto, ele nem sequer concedeu a tradicional entrevista coletiva e só se pronunciou através do site oficial do clube.

O descontentamento com o técnico também invadiu as redes sociais e na noite de domingo o termo “Fora Portugal” chegou a estar entre os trending topics, os assuntos mais comentados no Twitter.

Na quarta-feira passada (14), a insatisfação dos torcedores com o espanhol já havia tomado conta da nova Arena, no amistoso com o Corinthians que serviu para testar o reformado estádio rubro-negro. Ao ser questionado sobre a rejeição do público, ele foi irônico.

“Eu acho que a torcida tem que aprender o meu nome. Por isso, como não é fácil, eles querem que todos saibam quem é o treinador do Atlético. Então, eles falam o meu nome”, declarou o comandante após a derrota.

O espanhol, de 58 anos, substituiu Vagner Mancini. Ele treinava o Bolívar (BOL), clube que deixou no fim de 2013. Antes, o técnico tinha trabalhado apenas em clubes espanhóis, como Real Madrid B e Racing de Santander.

Crédito: Gazeta do Povo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s