Petraglia afirma que foi pego de surpresa com saída de Portugal

petraglia190514

O pedido de demissão do técnico Miguel Ángel Portugal, anteontem à noite, ainda em Maringá, após o empate do Atlético contra a Chapecoense por 1×1, pegou a diretoria rubro-negra de surpresa. O presidente Mário Celso Petraglia, em pronunciamento realizado ontem, na rádio oficial do clube, lamentou a saída do treinador espanhol e criticou o nível de exigência do torcedor atleticano, que para ele, não foi compatível com o atual momento do clube, principalmente com os excessivos gastos com a reforma e ampliação da Arena da Baixada nos últimos dois anos, impossibilitando a atual gestão em investir propriamente na montagem de grandes times.
‘O nível de exigência dos torcedores, de forma geral, é muito grande. Esta intranquilidade a torcida tem passado. Nossa política é de investir em talentos de futuro e não temos condições de investir em jogadores de nome. Foram 14 meses de atraso na entrega do estádio e a torcida parece que não sabe quanto custou este sacrifício. Mesmo assim eles querem ver o clube ganhar todos os jogos, liderar todas as competições. Isso só se eu tivesse uma vara de condão.
Se eu tivesse, transformaria cocô em ouro’, frisou Petraglia. Ele informou ainda que o pedido de demissão do técnico Miguel Ángel Portugal, apesar do baixo aproveitamento do treinador à frente do Furacão, pegou a todos de surpresa. ‘Temos que agradecer ao Miguel Ángel Portugal pelo homem que foi, por ter aceitado este desafio conosco. Para surpresa nossa, ele transmitiu ao Márcio (Lara, vice-presidente), em Maringá, que seu coração não estava mais aqui, de todas as coisas que vinha sofrendo, como a falta de resultados, o não atendimento dos jogadores que ele pediu, mas que não tivemos condições de trazer. Também toda esta insegurança transmitida de fora para dentro, com a irritação da torcida e da imprensa com seu trabalho’,explicou o mandatário atleticano, que sempre foi defensor do trabalho do espanhol.
Próximo da zona de rebaixamento, o Atlético, segundo o vice-presidente do clube, Mário Lara, vai enfrentar o Corinthians, amanhã, às 22h, no Canindé, sob o comando do técnico interino Leandro Ávila. ‘O Leandro Ávila conhece todas as características dos atletas, trabalhava diretamente com o treinador e tem determinada experiência. Entendemos que, para a partida contra o Corinthians, ele é efetivamente a melhor solução que temos’, detalhou.
Entretanto, o substituto de Portugal deverá ser definido durante esta semana, mas sem a garantia que um novo profissional vá comandar o Furacão no clássico contra o Coritiba, domingo, em Maringá. Márcio Lara disse ainda que ontem algumas reuniões foram realizadas entre o departamento de futebol, comandado por Antonio Lopes, com a diretoria, mas que nenhum nome havia sido contatado. ‘Temos um grupo forte. Vamos procurar terminar, antes da Copa, em uma posição tranquila, para que tenhamos no período de 40 dias, um bom trabalho realizado para o segundo semestre’, finalizou Lara.

Crédito: Paraná Online

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s