Governo e bancos tentam adiar decisão da poupança

Governo e bancos uniram forças novamente para tentar barrar o julgamento da revisão das cadernetas de poupança durante os chamados planos econômicos, que está programado para hoje no STF (Supremo Tribunal Federal).

Em uma ação coordenada, o Banco Central, a AGU (Advocacia-Geral da União), a Consif (Confederação Nacional do Sistema Financeiro) e a Procuradoria-Geral da República fizeram pedidos de suspensão do julgamento para os relatores dos processos da poupança na Corte.

No pedido apresentado ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, argumentou que pretende rever os cálculos entregues pelo MPF ao tribunal sobre os ganhos que os bancos públicos e privados tiveram com a edição dos planos.

O MPF estimou R$ 441 bilhões, dado contestado pelo BC.

Crédito: Agora

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s